1 Afinal, o que é Mini-lipo?


    
Mini-lipo, Hidro-lipo, Lipomodulação ou Lipo light é tudo a mesma coisa, só muda o nome, isso mesmo. Não passa de uma Lipoaspiração de pequeno porte. Mas ainda uma Lipoaspiração, isto é, um procedimento cirúrgico com os seus riscos e benefícios. A técnica é importada dos Estados Unidos que é o país campeão em cirurgias plásticas do Mundo, e por lá é sucesso certo.
    
Ela é indicada para pessoas que estão  dentro do peso e tem pequena quantidade extra de gordura, em áreas localizadas. Esse procedimento do contrário da lipo convencional retira até 2% do peso corporal, por isso  é mais simples. Não é recomendável para quem deseja emagrecer, mas sim para os que desejam remodelar o corpo, retirar a gordura localizada mudando o contorno corporal.
    
No processo são feitos pequenos cortes, inferiores a 1 cm, pelos quais se insere uma cânula que é usada para infiltrar soro fisiológico (para “diluir” a gordura, facilitando sua retirada) com baixas doses de adrenalina (para minimizar perdas sanguineas). Após o repouso de alguns minutos, é inserida outra cânula que, ligada a um aparelho de sucção por vácuo, aspira a gordura junto com o soro. 


As lipoaspirações de pequeno porte são caracterizadas por aspirarem menos gordura corporal. Muitas vezes, o paciente 'compra a idéia da minilipo', pensando que assim, poderá diminuir os riscos da intervenção cirúrgica, o que não é verdade, os riscos são os mesmos, mas probabilidade de acontecer é menor.
    
Quanto menor for a área lipoaspirada, menores serão os sangramentos e mais rápida será a recuperação. Não existe a necessidade de pontos, os hematomas são bem pequenos, no dia seguinte a paciente volta as atividades normais.
     
A lipoaspiração deve ser feita em um ambiente cirúrgico, um hospital ou uma clínica muito bem equipada, respeitando os procedimentos de assepsia e preparados para qualquer intercorrência. A anestesia é local e pode ser feita pelo cirurgião plástico, mas o mesmo tem que ter pleno conhecimento das doses máximas do anestésico local, que como qualquer outra substância, pode causar reações adversas quando usadas em doses excessivas.
     
Importante: Os cuidados pós operatórios são decisivos para obter um melhor resultado, por isso deve-se usar a cinta cirúrgica por até três semanas, fazer drenagem linfática manual e ultra-som nas 2 primeiras semanas pós-procedimento. 

Um comentário :

  1. aaaah se eu quisesse e meu dinheiro desse...to precisando de uma dessa...

    para me resolver..hihihi

    bjokas da Rafa!!!
    soumaeemecuido.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Beauty Rock © - Todos os direitos reservados. Design por Adália Sá . Tecnologia do Blogger