15 Beauty Rock Entrevista: Dani Nolden



   
Dani Nolden é vocalista da banda Shadowside, que é sem dúvida uma das bandas mais promissoras do heavy metal nacional. Formada em 2001 na cidade de Santos, a banda já fez turnês pelos Estados Unidos e pela Europa,  já abriu shows de grandes nomes do metal e participou de grandes eventos internacionais.
   
O Shadowside  promove, no próximo dia 1° de setembro a festa de lançamento do álbum “Inner Monster Out” e do videoclipe para a música “Angel with Horns”, no Studio Rock Café, em Santos. 
   
O Beauty Rock bateu um papo com Dani, falando sobre a trajetória da banda, curiosidades das turnês e projetos futuros:


BEAUTY ROCK - O primeiro álbum da banda foi Theatre of Shadows, esse álbum teve uma maravilhosa repercussão para um álbum de estreia. Em sequência, para consolidar o sucesso da banda em 2009, o álbum Dare to Dream que foi eleito um dos melhores discos do ano pela mídia especializada e agora virá Inner Monster Out. O que mudou no som do Shadowside desde Theatre of Shadows até Inner Monster Out?

Dani: Além da maturidade que vem naturalmente com o tempo, nós também perdemos completamente o medo de apostarmos na nossa identidade, de apostarmos no que é Shadowside. Nós não sentamos, discutimos e decidimos "esta fórmula é Shadowside". Nós apenas chegamos a um ponto que ficou claro que tudo que nós gostamos tem que fazer parte do que é Shadowside. Nós mantivemos nossa essência, aquela energia crua, deixamos as guitarras ainda mais pesadas e fizemos todo o possível para agradar a todos dentro da banda, ao invés de cada um querer seguir sua própria influência, nós decidimos criar algo novo. Hoje está um som bem moderno, porém sem perder as raízes. Acredito que o que fazemos hoje é algo que pode agradar tanto aos fãs mais tradicionalistas, que escutavam heavy, thrash nos anos 80, quantos aos fãs que curtem algo atual.



BEAUTY ROCK - Em 2010, o Shadowside fez uma turnê ao lado da banda W.A.S.P. Como foi para vocês dividir o palco com Blackie Lawless e companhia? E como foi a aceitação do público nesses shows?

Dani: Tanto a aceitação quanto a turnê foram maravilhosas! Esse convite foi algo meio inesperado e tivemos que decidir os últimos detalhes quando estávamos no meio do trabalho de composição do Inner Monster Out. Eles são uma banda com mais tempo de estrada que eu tenho de vida, tenho um respeito enorme por tudo que Blackie alcançou com o W.A.S.P. e o que essa banda representa para o Rock mundial. Eles sempre nos deram toda a estrutura para fazermos a nossa parte, que era deixar o público enlouquecido... esse é o papel de uma banda de abertura. Felizmente fomos muito bem aceitos pelo público que ainda não nos conhecia, em alguns shows eles gritavam por mais Shadowside. Quando isso acontece com uma banda de abertura, você sabe que realmente gostaram do que viram e ouviram, afinal eles pagaram para ver W.A.S.P. e mesmo assim queriam mais Shadowside (risos). Os alemães e finlandeses sempre começavam os shows de forma fria, observando e esperando para ver se o que estavam vendo prestava. Depois de alguns minutos de show, já estavam gritando e curtindo tanto quanto os fãs dos outros países. Cada show foi surpreendente, é sempre assustador enfrentar o público de um país que ainda não visitamos, mas a resposta foi excelente em todos os lugares.


BEAUTY ROCK - Existe um certo preconceito da mídia e de diversos críticos nacionais com bandas brasileiras que cantam em inglês. Tratam como traição à própria língua, outros como oportunismo para alcançar o mercado internacional. O Shadowside já sofreu com esse tipo de crítica? Como encaram essas declarações?

Dani: Eu acho engraçado alguém se preocupar com que idioma uma banda está cantando, especialmente nos dias de hoje. As pessoas são patriotas com as coisas erradas, fazem discurso de como devemos honrar a pátria cantando em português, mas eu não vejo muitas dessas pessoas honrando as poucas bandas de Metal que tentaram fazer música em português. Oportunismo para alcançar o mercado internacional? Sim, claro. Mas por que isso é um problema, uma coisa ruim? Tem bandas que querem fazer história no próprio país, outras querem rodar o mundo... nós não temos ambição de fazer história em lugar algum, só queremos nos divertir e não criar barreiras para a nossa música. Queremos que qualquer um possa curtir o que estamos fazendo, seja brasileiro, português, angolano, japonês, alemão, lituano... e a melhor forma de fazer isso é com música em inglês. Ou instrumental, mas então eu ficaria de fora porque não toco nada direito (risos). Felizmente, posso contar nos dedos o número de pessoas que reclamaram da língua que escolhemos para a Shadowside. A maioria dos nossos fãs não gostaria nem um pouco se mudássemos agora. Porém, como temos orgulho de sermos brasileiros, gravamos um cover de Inútil, do Ultraje a Rigor, como uma homenagem para essa banda que admiramos tanto, além de dar algo para os nossos fãs que não entendem inglês.


BEAUTY ROCK - Já li relatos de várias fãs que se identificam por completo com a música "Hideaway", e que esse sentimento aumentou após o videoclipe. Como é pra você saber que a sua música atinge de tal forma os seus fãs?

Dani: É um trabalho introspectivo e eu abordei medos, perversões, desvios de personalidade, esperanças, escapismo. A mente humana é tão complexa, tão cheia de detalhes, é interessante observar as pessoas.



BEAUTY ROCK - Muitas leitoras do Beauty Rock se inspiram em você, não somente musicalmente mas também pela sua forma de vestir e maquiar. É você mesma que faz a sua maquiagem e escolhe o figurino para os shows? Como você consegue manter o visual, mesmo com uma pesada rotina de shows?

Dani: Sim, eu mesma faço minha maquiagem e escolho o figurino, às vezes até mesmo mando fazer minhas roupas, acho que as costuraria se tivesse algum talento para isso (risos). Eu gosto de "looks" exclusivos, que demonstram a minha personalidade, então mesmo quando compro algo em uma loja, tento dar uma modificada para tornar a peça única. Mas não é fácil manter o visual em dia durante uma turnê. As pessoas sempre querem ver você 100%, o segurança da casa de shows, o fã que está esperando na porta. Não precisa uma super-produção o dia inteiro, mas o tempo é sempre muito curto. Não dá pra passar duas horas se arrumando, porque quando você chega de viagem, já começa a passagem de som, é comum terminar todo o trabalho meia hora antes de um show começar. Tive que aprender a fazer a maquiagem rapidamente, em 15 minutos no máximo, a pele precisa estar sempre bem cuidada, porque maquiagem não faz milagres. Tem que tomar cuidado com o cabelo, usar bons produtos, afinal lavar e secar todas as noites pra não dormir com o cabelo molhado sempre causa algum dano. Final de turnê é sinônimo de tesoura nas pontas (risos). É uma rotina corrida, mas eu gosto. 


BEAUTY ROCK - Estamos curiosos para o lançamento de Inner Monster Out, o álbum foi produzido mixado e masterizado por Fredrick Nordström um dos principais produtores de metal da atualidade. O que nós podemos esperar desse novo trabalho?

Dani: Muito peso, com um som moderno e cristalino. A música está agressiva, intensa, porém bonita, com melodias que ficam na cabeça sem simplicidade excessiva, nem excesso de arranjos. Nós não queríamos fazer mais que o necessário para essas músicas, queríamos um disco que faz o ouvinte se empolgar, bater cabeça, cantar, gritar. Depois de tudo isso, ele pode se impressionar com as nossas habilidades individuais (risos). Eu estou orgulhosa desse trabalho, porque o Inner Monster Out é o resultado que eu vinha buscando desde o início da minha carreira, mesmo antes da Shadowside existir e é um trabalho de banda. Tem um pouco de cada um de nós nesse disco, então acredito que atingimos uma coisa única e é um trabalho que define de vez o que é a nossa identidade.


BEAUTY ROCK - Quais são os planos da Shadowside para o futuro?

Dani: Depois de promovermos o Inner Monster Out, queremos tocar. Tocar até enjoarmos de nós mesmos e das nossas próprias músicas (risos). Queremos visitar todos os lugares que já tivemos a oportunidade de tocar antes, além de acrescentar novos locais a essa lista. Queremos conhecer fãs novos e rever os antigos, se tudo correr de acordo com nossos planos, 2011/2012 serão anos de muita atividade para a Shadowside.


Muito Obrigada pela entrevista e o Beauty Rock deseja muito sucesso!

Dani: Obrigada pelo espaço e sucesso para o Beauty Rock - e para todos que curtem o site!


Para quem quiser acompanhar o Shadowside mais de perto, basta segui-los:

Site Oficial: http://www.shadowside.ws
Facebook: http://www.facebook.com/shadowsideband 
Youtube: http://www.youtube.com/ShadowsidePress7



15 comentários :

  1. Adoro Shadowside!!!
    A Dani é super simpática, primeira vez que leio uma entrevista dela. Ficou bem legal!!
    Beijão

    ResponderExcluir
  2. Nossa, que vozerão ela tem
    Não conhecia a banda, vou procurar mais coisas agora
    A entrevista tá ótima, representando o metal Carla, parabéns!

    ResponderExcluir
  3. Adorei ler a entrevista com a Dani *-* E fiquei curiosa pra ouvir esse CD novo.

    ResponderExcluir
  4. Eu amo Hideaway, faço parte do grupo das que se identificam com a música, sniffff
    Esperando com muito afinco o album novo
    Bjinho!

    ResponderExcluir
  5. Oie,
    Já tinha ouvido falar da banda, mas é a primeira vez que ouço o som. Muito bom!
    Adoro ver mulheres de atitude que nem ela, um exemplo a ser seguido pelas gurias novinhas fãs de Restart =P
    Mandou bem na entrevista Carlinha!
    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Shadowside é muito phoda, queria ser que nem ela hahahaha

    ResponderExcluir
  7. Acho ridiculo ficarem falando de uma banda só pq ela escolheu cantar inglês.
    Pelamordedeus, é rock. Rock em essencia deve ser em inglês
    Por acaso alguém já viu bossa nova em chinês? Samaba em alemão?
    Tem mais é que agradecer por essas bandas levarem nossa bandeira pro exterior. Brasileiro é deprimente mesmo!

    ResponderExcluir
  8. n ouço este estilo, mas respeito pois é um genero do rock, o qual é minha vida, ela é muito bonita e parece ser bem talentosa, mta sorte pra eles
    bjs
    jussara

    ResponderExcluir
  9. Adoreeeeeei! Ela é linda, talentosa dá gosto de ver!

    ResponderExcluir
  10. Doçura, coloquei o link do blog de vocês em meu blogroll ♥

    bjs

    ResponderExcluir
  11. Ótima entrevista!Beijos

    Sorteio lá no blog
    www.decaronanamoda.com

    ResponderExcluir
  12. Amei essa entrevista, já fui em um show do Shadowside, faz alguns ano já.
    Eles tem uma presença ótima! Gosto muito do som deles, tocam pra caralho!

    ResponderExcluir
  13. Não conhecia a banda, achei muito foda o som... Adorei o Beauty Rock mostrar isso pra gente...

    ResponderExcluir
  14. Não conhecia o trabalho mas agora vou procurar mais sobre.A questão do idioma é realmente cabeça pequena de muita gente que pensa que só se pode cantar no idioma do país,sendo que nos dias de hoje o inglês esta em tudo.
    Ótimo post!

    ResponderExcluir
  15. Que chic!!! Amei a entrevista flor, adoro eles *0*
    A Dani sempre muito fofa, né? Tudo de bom!
    Bjão!
    http://apenasrhaysnake.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Beauty Rock © - Todos os direitos reservados. Design por Adália Sá . Tecnologia do Blogger