10 Jeito Grunge de Ser


   
A maioria das pessoas quando pensa em Grunge vem logo na cabeça o Nirvana. Pra mim é um pouco diferente, não sei se é porque passei o início da minha adolescência assistindo na MTV os vídeos das bandas de Seattle, mas vejo mais como uma época em que o rock estava deixando de lado o Glam dos anos 80 e recebendo algo mais sujo e descompromissado através do Grunge.


Eu me recordo de ir em lojas de departamento (Alguém lembra da Mesbla? hehe) com a minha mãe e encontrar camisas de flanela lisas ou xadrez nos cabides. Além que era o extremo da moda jovem, usar vestidos floridos para as meninas e bermuda jeans para os rapazes, e nos pés sempre o coturno e meia branca dobrada.
   
Teve uma explosão  de bandas de garagem e já começava a surgir um número considerável de skatistas, eu também aprendi a andar de skate nessa época. Vocês devem estar pensando que eu era grunge nos anos 90, mas eu não era, só que era bem difícil ser rockeiro e não se envolver um pouco com aquela mudança toda. 
   
O Grunge influenciou muito do que ouvimos e vestimos hoje em dia, então não podia deixar de falar dele né?

O Grunge surgiu no final da década de 80 no estado americano de Washington, principalmente em Seattle, inspirado pelo hardcore punk, pelo heavy metal e pelo indie rock. As letras das bandas nomeadas grunge geralmente caracterizam-se por altas doses de angústia e sarcasmo, entrando em temas como alienação social, apatia, confinamento e desejo de liberdade. A estética grunge é despojada em comparação a outras formas de rock, e muitos músicos grunge se destacaram por sua aparência desleixada e por rejeitarem a teatralidade em suas performances.

Acredita-se que o termo "grunge" provem da palavra "grungy"(jargão que quer dizer "sujo") Mark Arm, o vocalista da banda Green River, de Seattle e mais tarde do Mudhoney é creditado como sendo o primeiro a usar o termo grunge para descrever este gênero de música. Arm usou o termo em 1981, quando escreveu uma carta ao Seattle zine Desperate Times, criticando sua banda Mr. Epp and the Calculations como "Puro grunge! Puro barulho! Pura merda!" Apesar de Arm usar o termo originalmente de forma pejorativa, ele acabou se tornando conhecido como um dos gêneros musicais mais populares dos anos 90.


O grunge tornou-se comercialmente bem-sucedido na primeira metade da década de 90, mas tais bandas já tinham feito incursões ao mainstream musical no fim da década de 80. O Soundgarden foi a primeira banda grunge a assinar com uma grande gravadora, em 1989 e em seguida vieram Alice in Chains e Screaming Trees. O Nirvana, também foi cortejado por grandes gravadoras, assinando finalmente com a Geffen Records em 1990. Em setembro de 1991, a banda lançou Nevermind. Foi o lançamento do primeiro single do álbum, "Smells Like Teen Spirit", que marcou a abertura de um fenômeno da música grunge. Devido a constante transmissão do videoclipe na MTV, o Nevermind vendia cerca de 400,000 mil cópias por semana.


Já o Pearl Jam tinha lançado seu álbum de estreia Ten em agosto de 1991, um mês antes de Nevermind, mas as vendas do álbum só foram conseguidas um ano depois. Até o segundo semestre de 1992, Ten se tornou um sucesso, sendo certificado ouro e alcançando o 2º lugar nas paradas da Billboard. O sucesso dessas bandas impulsionou a popularidade do rock alternativo e fez do grunge a forma mais popular de rock da época. No entanto, muitas das bandas grunge estavam desconfortáveis com tal sucesso, não gostavam de se apresentar em talk shows, dar entrevistas e do alvoroço que causavam perante os fãs, eles não se sentiram incomodados por muito tempo porque a popularidade do grunge começou a diminuir em meados da década de 90.


Nessa época, muitas bandas grunge acabaram ou se tornaram menos visíveis. Kurt Cobain, apareceu extraordinariamente torturado pelo sucesso e lutava contra um vício em heroína. Os rumores surgiram no início de 1994, de que Cobain tinha sofrido uma overdose de drogas e que o Nirvana estava se rompendo. No dia 8 de abril de 1994, Cobain foi encontrado morto em sua casa em Seattle com um ferimento à bala e foi o fim do Nirvana. Em 1996, o Alice in Chains fez as suas últimas apresentações com o seu vocalista, Layne Staley, que posteriormente morreu de uma overdose de heroína em 2002. Nesse mesmo ano, o Soundgarden e o Screaming Trees lançaram seus últimos álbuns de estúdio, Down on the Upside e Dust, respectivamente. O Soundgarden se separou no ano seguinte.

Agora em 2011, Nevermind do Nirvana e Ten do Pearl Jam completam 20 anos desde seu lançamento. E apesar de muitas das bandas grunge terem se separado ou desaparecido no final da década de 1990, sua influência continua a afetar o rock moderno e ainda temos algumas bandas que de certa forma ainda apresentam um pouco do estilo.


10 comentários :

  1. Hey seguindo aqui , da uma olhadinha no meu blog e segue se gostar bjbj

    http://quasepuberdade.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Eu acho o estilo grunge tudo de bom, já tava meio cansada do metal farofa dos anos 80

    ResponderExcluir
  3. Oiee flor!
    Adorei o post! Já gostei mto de bandas grunges, ainda gosto, mas não escuto com tanta frequencia^^
    Bjks
    www.makeup4girlslikeyou.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. não sou fã de grunge, escuto pouco umas bandas contadas a dedo, mas adorei o post. Muito bom.

    Quando falam de grunge eu penso em Nirvana e Seattle! :D

    xeroooO

    ResponderExcluir
  5. Vendo ingresso Rock In Rio para o dia do metal, é uma meia de estudante, R$200+frete, contato FB

    ResponderExcluir
  6. adoro o estilo grunge, não curto muito ser muito certinha e tal.
    Grunge ruleia hahahaha

    ResponderExcluir
  7. parabéns pela postagem! O pessoal alternativo tende a deixar o grunge de lado.
    Eu era pré adolescente e me lembro um pouco do grunge. Ele foi realmente revolucionário. Um grito de dor e revolta de jovens sem esperança, depois como toda subcultura interessante, foi massificada e estereotipada pela mídia.
    Bom, é claro que vou no show do PJ =)

    ResponderExcluir
  8. adorei saber um pouco mais sobre o grunge, um estilo que ninguém conhece porque não tem cultura, viva ao grunge que venham mais bandas na história!!!!!

    ResponderExcluir
  9. Uma das melhores postagens que eu já vi, que venham mais bandas grunge e que esse pais e vários outros tomem cultura e que venham mais bandas grunge para história!!!!

    ResponderExcluir
  10. gostei da explicação,a maioria dos blogs,falam do Grunge como uma simples modinha!adorei o post <3

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Beauty Rock © - Todos os direitos reservados. Design por Adália Sá . Tecnologia do Blogger