3 A Mudança Radical de Kelly Osbourne


Kelly Osbourne surgiu na mídia no início da década passada, através do reality show The Osbournes que mostrava o dia a dia da família de Ozzy Osbourne. O reality foi um sucesso mundial e a filha de Ozzy utilizou a notoriedade do programa para se lançar como cantora e atriz.

Por muito tempo as pessoas acompanhavam a vida da família e descobriram uma jovem que vivia conflitos muito comuns na sua idade como insegurança com sua aparência e seu peso. Tudo isso potencializado pelo uso de álcool e drogas. Kelly era uma jovem de temperamento difícil e era amplamente criticada por suas atitudes. 


Durante a divulgação de sua biografia, Kelly assumiu: “Eu sou uma viciada, e essa é uma batalha para o resto da minha vida”.  Ela estava viciada em Vicodin e durante o reality, Kelly se referiu ao medicamento como “a confiança em frasco”. No entanto, o vício se agravou cada vez mais, porque poucos meses depois a sua mãe, Sharon, foi diagnosticada com câncer e ela utilizava o remédio como um porto seguro.

O vício nunca foi um problema exclusivo de Kelly na família Osbourne, seu pai sempre travou uma difícil batalha na reabilitação. “Se você não está feliz ou saudável, não vale a pena. Todos dizem que 'sexo, drogas e rock and roll' são divertidos. Mas não são. Não é algo que deve ser glorificado” disse Kelly.

No fim de 2003, Kelly passou por mais um grave problema em sua família. Ozzy sofreu um grave acidente de carro "Ele não podia mover-se do pescoço para baixo e era basicamente um paraplégico, por isso eu dormi no chão ao lado de sua cama por quatro meses", revelou.

Seu vício nas drogas foi piorando cada vez mais ao longo dos anos e sua mãe fez o possível para ajudá-la, mas Kelly não conseguia se livrar "Fui internada 7 vezes em clínicas de reabilitação e 2 vezes em centros psiquiátricos". 

Com o tempo foi percebendo que as drogas começaram a afastar os seus amigos e família, o que fez com que ela colocasse um ponto final nesse hábito. "O que mudou para mim foi olhar em volta e ver que ninguém gostava de mim ou queria trabalhar comigo", acrescentou.


Por alguns anos, Kelly foi vista como uma das mais mal-vestidas do tapete vermelho, alguns estilistas até se negavam a vesti-la por esse motivo.

Mas esse título a abandonou logo assim que ela resolveu se cuidar tanto por dentro quanto por fora "Eu nunca vou ser o tipo de pessoa que pensa: 'nossa, eu sou tão sensual'. E nem quero ser. Mas aprendi a me respeitar e me amar assim mesmo, algo que eu achava que jamais seria capaz de fazer. As pessoas pensam que eu perdi peso e é isso que me fez mais feliz e bonita. Isso não é verdade, eu tive que aprender a me amar primeiro".

A maioria das pessoas guardaram em sua mente a imagem da Kelly doidinha de 2002 cantando “Papa Don't Preach” na MTV. De 2007 para cá, Kelly veio mostrando uma série de mudanças e um pouco mais de sofisticação e maturidade, não somente em seu guarda-roupa, mas também em sua vida social.

Mas a surpresa ocorreu no fim de 2009, quando Kelly surgiu loira e muito mais magra. Com a mudança corporal veio a alteração em seu estilo. Apurou o senso estético e passou a investir em peças com corte e caimento favorecendo seu corpo, sempre ajustados a silhueta.


De 2012 para cá, podemos dizer que ela está se ajustando cada vez mais e ainda na batalha em busca de uma vida saudável, para isso continua mantendo sua reeducação alimentar. 

Durante uma entrevista Kelly desabafou: "Por toda a minha vida, todos sempre diziam, 'Oh, olhe para aquela vaca gorda, a garota viciada em drogas, que não sai dos pés dos seus pais'. Eles diziam ainda: 'Você só é famosa por causa dos seus pais'. Eu provei que cada um deles estava errado", disse Kelly, secando os olhos. "Eu não posso acreditar que quando eu lembro da minha vida há dez anos e como está hoje. Eu acho que eu nem estaria viva ainda...". 



A maioria dos veículos de comunicação atribui a mudança de estilo como uma evolução fashion, onde a definiam somente como a menina feia e gordinha que ficou bonita, mas pelas próprias palavras de Kelly é visível que a mudança interior foi muito maior e significativa do que uma mudança de estilo ou alguns quilos a menos. Ela aprendeu a se amar antes de tudo e a partir disso ela descobriu a sua beleza.

Hoje aos 29 anos, Kelly se tornou referência entre as celebridades e sua presença é sempre muito aguardada em eventos e premiações. Atualmente apresenta o programas de moda " Fashion Police " e " Live from Red Carpet" do canal "E!"


Recentemente, Kelly e sua mãe Sharon Osbourne em parceria com a MAC estão lançando uma coleção de maquiagem, que antes mesmo de sair nas lojas já está sendo muito comentada.

É inegável que agora Kelly Osbourne se encontrou e está cada dia mais bem sucedida e radiante.

3 comentários :

  1. Eu não sabia que ela é uma Osbourne. Amo a cor do cabelo, esse lilás. Me identifiquei nela, pois eu aprendi a me amar do jeito que sou e seguindo em frente. Ela era linda gordinha tanto quando magra.

    preguicaefome.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Beauty Rock © - Todos os direitos reservados. Design por Adália Sá . Tecnologia do Blogger